Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A limitação de mandatos autárquicos.

Segunda-feira, 12.08.13


É evidente que o espírito da lei de limitação de mandatos é impedir que a função de Presidente de Câmara seja sistematicamente ocupada pelas mesmas pessoas, impondo por isso a substituição dos titulares. Ora, substituir os titulares significa naturalmente arranjar pessoas diferentes para esses lugares. Pôr os dinossauros autárquicos apenas a saltitar de câmara em câmara constitui uma manifesta fraude à lei, que nunca os tribunais poderiam admitir. As candidaturas autárquicas do PSD estão por isso a ser sistematicamente derrubadas nos tribunais, o que fragiliza totalmente os candidatos, que agora se limitam a esperar que o Tribunal Constitucional os salve. Mesmo que tal venha a acontecer, todos os candidatos sairão altamente fragilizados, e o resultado eleitoral será um desastre. O caso será especialmente grave em Lisboa onde o candidato proclama ter os dois pés mas simultaneamente exibe o seu rosto na campanha em Sintra. A campanha autárquica está a ser assim completamente conduzida com os pés. E a procissão ainda vai no adro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 22:48


1 comentário

De Gil Teixeira a 13.08.2013 às 00:27

As autárquicas juntam o PCP, o PSD e o CDS no mesmo saco, e o PS vira-se de costas, para não se lhes ver as vergonhas políticas.

Marcelo Rebelo de Sousa, penso que a contragosto, vai dizendo que vê com bons olhos que o pessoal possa saltitar de Câmara em Câmara até ao último suspiro, entenda-se o último mandato.

O problema é outro. Como é que se abate um autarca?

Seara, por exemplo, teria a sorte de Fernando qualquer coisa, o sucessor de Cavaco Silva, quando este abandonou o governo, se o primeiro fosse a votos com António Costa.

O tribunal constitucional vai resolver o problema impedindo um expediente de esperteza saloia, e acabando com o caciquismo saltitante das autarquias.

Estes, os candidatos dinossauros, vão perder na secretaria, não podendo concorrer, o que resolve dois problemas, a sa derrota, e a sua colocação definitiva na prateleira, sem estrebuchos.

Comentar post








comentários recentes

  • Anónimo

    caso não saiba, as eleições para a constituinte fo...

  • s o s

    carissimo, sendo que nao divaga, antes se restring...

  • Alfredo

    Pois,E só de pensar que temos em Portugal um parti...

  • Vasco

    São votos de mão no ar e por unanimidade à boa man...

  • Francisco Ribeiro

    Como rebate as posições contrárias da PGR e do Pro...

  • cheia

    Que adianta a quantidade?? 64 não chegam?? Mesmo q...

  • ANTONIO SILVA

    TEM TODA A RAZÃO! MAIS VALE TARDE DO QUE NUNCA! OS...

  • alfredo

    Caro Sr. Henrique Neto, Sou uns poucos anos mais n...

  • Francisco F.Martins

    Realmente este sr.Henrique Neto tem cara de quem e...

  • Etan Cohen

    Este senhor que, dizem, quando era novo andava de ...