Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Death and taxes.

Quarta-feira, 12.05.10

Há uma célebre citação de Benjamin Franklin que reza assim: "in this world nothing is certain but death and taxes". Já tínhamos absolutamente como seguro que esta desastrada política governamental estava a conduzir o país para uma morte lenta. Agora ficou evidente que nem sequer escaparemos a um inacreditável aumento de impostos, que representa um brutal assalto à classe média. Isto depois de se ter acabado de assinar um contrato com custos avultadíssimos para estabelecer uma inútil linha de TGV para o Poceirão, que todos os portugueses irão agora pagar do seu bolso, reduzindo os seus magros salários durante anos.

Exigir-se-ia antes, para uma consolidação orçamental sólida, que o défice fosse reduzido do lado da despesa, o que não está a acontecer. O aumento dos impostos é uma medida económica clamorosamente errada. Toda a gente sabe que em situação de depressão económica as receitas fiscais diminuem, e que agravá-las só serve para agravar a depressão. Pode-se imaginar quais vão ser os efeitos económicos destas medidas num país que todos os dias vê o número de falências a aumentar. O Governo arrisca-se, depois de ter colocado as nossas finanças em estado comatoso, a fazer o doente morrer da cura que propõe.

O que não consigo entender é qual a razão para o maior partido da oposição alinhar com o Governo nestas medidas. Custa-me a aceitar que o mesmo Governo do PS que conduziu o país a esta situação se proponha continuar nesta senda, com o beneplácito do PSD que, não estando no Governo, aparece a sufragar as medidas propostas pelo Governo, mesmo que estas contradigam tudo o que sempre defendeu. A redução do défice é imprescindível neste momento, mas não pode ser feita a qualquer preço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 22:46








comentários recentes

  • Anónimo

    caso não saiba, as eleições para a constituinte fo...

  • s o s

    carissimo, sendo que nao divaga, antes se restring...

  • Alfredo

    Pois,E só de pensar que temos em Portugal um parti...

  • Vasco

    São votos de mão no ar e por unanimidade à boa man...

  • Francisco Ribeiro

    Como rebate as posições contrárias da PGR e do Pro...

  • cheia

    Que adianta a quantidade?? 64 não chegam?? Mesmo q...

  • ANTONIO SILVA

    TEM TODA A RAZÃO! MAIS VALE TARDE DO QUE NUNCA! OS...

  • alfredo

    Caro Sr. Henrique Neto, Sou uns poucos anos mais n...

  • Francisco F.Martins

    Realmente este sr.Henrique Neto tem cara de quem e...

  • Etan Cohen

    Este senhor que, dizem, quando era novo andava de ...