Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A liberdade de voto dos deputados.

Quinta-feira, 08.09.11

Não deixa de ser curioso que, quando a Constituição (art. 155º, nº1) e o Estatuto dos Deputados (art.12º, nº1) consagram expressamente a liberdade de voto dos deputados, seja necessário vir um partido político aprovar regras sobre os casos em que os deputados podem exercer ou não essa liberdade. Apesar disso, acho positiva a iniciativa. Uma das razões principais para o descrédito das nossas instituições reside no apagamento do papel dos deputados, que votam sempre de acordo com a orientação dos líderes partidários. Mesmo quando não estão de acordo com essa orientação, limitam-se a entregar uma declaração de voto de discordância, dando um triste espectáculo de alguém que aceita votar contra o que efectivamente pensa. Se esta medida servir para devolver aos deputados o papel que lhes deve caber no sistema político, é um passo positivo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 06:48








comentários recentes

  • Herói do Mar

    Estamos tramados com a geringonça do derrotado cos...

  • João Gil

    O lançamento de mísseis pela Coreia do Norte e o d...

  • Anónimo

    Luís Leitão gostei do teu comentário.O Trump seja ...

  • Anónimo

    Em defesa de Trump, esta situação é incrivelmente ...

  • João Braga

    Cada pais tem a sua cultura e a sua forma de viver...

  • singularis alentejanus

    Tão ladrão é o que vai ás uvas, como o que fica à ...

  • João Gil

    Só falta afirmar que a culpa do regime da Coreia d...

  • Anónimo

    caso não saiba, as eleições para a constituinte fo...

  • s o s

    carissimo, sendo que nao divaga, antes se restring...

  • Alfredo

    Pois,E só de pensar que temos em Portugal um parti...