Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O sucesso dos porgramas de ajustamento.

Domingo, 04.03.12

 

Quem anda tão convencido que os programas de ajustamento impostos pela troika aos países "ajudados" vão conduzir ao milagre do retorno aos mercados deve atentar nesta notícia. No seu relatório sobre a Grécia, a própria troika reconhece que em caso algum a Grécia regressará aos mercados em 2015 e que por isso nesse ano irá precisar de mais 50.000 milhões de euros. Isto depois de um programa que obriga a Grécia a despedir 150.000 funcionários em três anos, dos quais 15.000 já em 2012, reduzir o salário mínimo e o subsídio de desemprego em 20% e cortar as pensões em 15%.

 

É evidente que com estas medidas nem em 2015 nem sequer em 2115 a Grécia irá conseguir regressar aos mercados, pelo que o seu destino é ir de programa de ajustamento em programa de ajustamento até atingir o colapso total, quando da troika lhe disserem: "Basta! Já não emprestamos mais nada". 

 

E a Portugal vai suceder exactamente a mesma coisa, pois o regresso aos mercados em 2013 é outra miragem, com os valores já conhecidos de agravamento da recessão e do desemprego. 

 

Por isso a sensação que tenho em relação a este programas de ajustamento é a de os políticos europeus estarem a representar uma peça teatral. Toda a gente sabe que não vão resultar, mas é preciso continuar a representar a peça na esperança de que os espectadores não se apercebam demasiado cedo de qual é o fim. Mas um dia a realidade impor-se-á à ficção e as pessoas perceberão a enorme tragédia para onde foram atiradas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 19:13








comentários recentes

  • Herói do Mar

    Estamos tramados com a geringonça do derrotado cos...

  • João Gil

    O lançamento de mísseis pela Coreia do Norte e o d...

  • Anónimo

    Luís Leitão gostei do teu comentário.O Trump seja ...

  • Anónimo

    Em defesa de Trump, esta situação é incrivelmente ...

  • João Braga

    Cada pais tem a sua cultura e a sua forma de viver...

  • singularis alentejanus

    Tão ladrão é o que vai ás uvas, como o que fica à ...

  • João Gil

    Só falta afirmar que a culpa do regime da Coreia d...

  • Anónimo

    caso não saiba, as eleições para a constituinte fo...

  • s o s

    carissimo, sendo que nao divaga, antes se restring...

  • Alfredo

    Pois,E só de pensar que temos em Portugal um parti...