Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um país de pessimistas.

Segunda-feira, 04.06.12

Neste artigo Camilo Lourenço insurge-se contra a falta de optimismo dos portugueses, que já lhe teria sido criticada por jornalistas estrangeiros. Isto só me lembra aquela anedota sobre a diferença entre um optimista e um pessimista. O optimista é aquele que diz: "Se isto continua assim, acabamos todos na rua a pedir esmola". E o pessimista é aquele que pergunta: "Mas a quem?". Com os funcionários públicos a perderem 25% do seu salário, com o desemprego quase nos 16%, com previsões do défice do primeiro semestre a rondar os 7,5%, com milhares de empresas a falir continuamente e com 25 pessoas a devolver as casas ao banco por dia, ainda há um jornalista que acha que em Portugal não devemos ser pessimistas. Valha-nos Deus!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 16:11








comentários recentes

  • Francisco Ribeiro

    Como rebate as posições contrárias da PGR e do Pro...

  • cheia

    Que adianta a quantidade?? 64 não chegam?? Mesmo q...

  • ANTONIO SILVA

    TEM TODA A RAZÃO! MAIS VALE TARDE DO QUE NUNCA! OS...

  • alfredo

    Caro Sr. Henrique Neto, Sou uns poucos anos mais n...

  • Francisco F.Martins

    Realmente este sr.Henrique Neto tem cara de quem e...

  • Etan Cohen

    Este senhor que, dizem, quando era novo andava de ...

  • zeca

    Mais um "pafista" ressabiado que tem gasto todas a...

  • JP

    Este senhor, faz-me lembrar a Zita Seabra.Andaram ...

  • Makiavel

    O avôzinho neto já tinha saído há muito tempo mas ...

  • Pedro S

    O Passos Coelho é o melhor que nos podia ter acont...