Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A ajuda do Financial Times Deutschland ao Syriza.

Sábado, 16.06.12

 

O Financial Times Deutschland resolver intervir nas eleições gregas. Num artigo escrito simultaneamente em grego e alemão, intitulado "Combatam os demagogos" (Αντισταθείτε στo δημαγωγό /Widersteht den Demagogen) o FT Deutschland afirma que, tal como a maioria dos gregos, deseja que o país permaneça na zona euro e por isso permite-se fazer uma recomendação de voto. O jornal apela às "queridas gregas" e aos "queridos gregos" para que compreendam que apenas com os partidos que aceitam as condições impostas pelos credores internacionais o país permanecerá no euro. Por isso apelam a que se oponham à demagogia de Alexis Tsipras e do Syriza, e não acreditem na sua promessa de que pode denunciar os acordos internacionais sem qualquer consequência.

 

Curiosamente o jornal reconhece que a Nova Democracia é co-responsável por décadas de uma falsa política, que conduziu o país à actual miséria. Mas mesmo assim acha que o país ficará melhor com uma coligação liderada por Antonis Samaras do que com um governo de Alexis Tsipras, que se propõe arrepiar o caminho até agora seguido, pelo que apela aos gregos para que votem na Nova Democracia.

 

Quando soube deste artigo lembrei-me de um episódio semelhante em Portugal quando o jornal A Capital declarou na primeira página que apoiava John Foster Kerry nas eleições presidenciais americanas. A minha reacção foi de riso, imaginando o que pensaria George W. Bush se soubesse de semelhante apoio e quão preocupado ficaria com as suas consequências eleitorais. Mas hoje tenho uma opinião contrária. O gesto do FT Deustchland só pode favorecer precisamente um partido, que é o Syriza. Este partido não se vai impressionar nada com a acusação de demagogia, uma palavra grega que significa "a arte de conduzir o povo". O FT Deutschland é que pelos vistos nada percebe desta arte, por que se a sua ideia era conduzir o povo grego a votar na Nova Democracia, vai ter provavelmente o efeito contrário.

 

Neste momento as minhas apostas para o fim-de-semana são as seguintes: A Grécia sai do euro (futebol) hoje e sai do euro (moeda) amanhã.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 11:21


1 comentário

De PM a 16.06.2012 às 23:57

A Grécia não saiu do Euro, pode ser que amanhã o Euro nãi saia da Grécia....

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Junho 2012

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Visitas

free hit counter




comentários recentes

  • Anónimo

    Aconselha-se vivamente aos dois lados em conflito ...

  • Anónimo

    Como " less is more " : " ... o conflito catalão...

  • pvnam

    É A LIBERDADE QUE ESTÁ EM CAUSA: é preciso dizer n...

  • Herói do Mar

    Estamos tramados com a geringonça do derrotado cos...

  • João Gil

    O lançamento de mísseis pela Coreia do Norte e o d...

  • Anónimo

    Luís Leitão gostei do teu comentário.O Trump seja ...

  • Anónimo

    Em defesa de Trump, esta situação é incrivelmente ...

  • João Braga

    Cada pais tem a sua cultura e a sua forma de viver...

  • singularis alentejanus

    Tão ladrão é o que vai ás uvas, como o que fica à ...

  • João Gil

    Só falta afirmar que a culpa do regime da Coreia d...