Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A inconsistência problemática deste Governo.

Quarta-feira, 07.08.13

 

Já ontem tinha escrito aqui que estes recentes episódios ameaçam transformar esta numa silly season muito divertida. Ontem, no entanto, acho que a brincadeira ultrapassou todos os limites. O Secretário de Estado Adjunto do Ministro Adjunto, em mais um dos seus célebres briefings resolveu demitir em directo o seu colega do Tesouro admitindo que tinham sido detectadas "inconsistências problemáticas" nas suas declarações, e prometendo novidades até ao fim do dia. O país ansiou em suspense pela saída do referido Secretário de Estado, que se julgava óbvia. À meia-noite, no entanto, qual gata borralheira ao contrário, o Secretário de Estado afinal continua no Tesouro, uma vez que o Governo, após aturada investigação de quase doze horas, descobriu que havia uma manipulação num papel de meia dúzia de folhas que uma estação de televisão descobriu. O papel manipulado transforma-se assim na varinha mágica que apaga o fabuloso currículo do Secretário de Estado do Tesouro para exercer o cargo: ter trabalhado para um banco que queria vender ao Governo anterior swaps para maquilhar as contas públicas. Só falta saber quem foi a fada madrinha que, quando soaram as doze badaladas da meia-noite, nos apresentou o feitiço de transformar a gata borralheira em princesa.

 

Entretanto, também pela calada da noite, enquanto o país olhava estupefacto para o milagre da transformação do Secretário de Estado do Tesouro, o Estado decreta um default parcial na sua dívida, só que um default selectivo, dirigido a uma categoria específica dos seus cidadãos. Enquanto os especuladores que emprestaram dinheiro ao Estado irão receber até ao último cêntimo, os pensionistas da função pública que descontaram durante décadas para as suas reformas irão sofrer um hair-cut de 10% nas suas pensões. Enquanto os que brincaram aos swaps, causando prejuízos colossais aos contribuintes, continuam como se nada fosse, aqueles que trabalharam para o Estado durante décadas vêem agora quebrado pelo Estado o compromisso que com eles celebrou. Ora aí está um verdadeiro caso de inconsistência problemática, mas não é do Secretário de Estado de Tesouro, é de todo este Governo. Pais Jorge, amigo, o Governo está contigo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 08:52


1 comentário

De AntonioCordeiro a 07.08.2013 às 18:08

Caro Luís!
Em bem que queria deixar este mês de Agosto o executivo de férias no meu blog, mas os tipos não dão tréguas.... criam oportunidades tais que quase que parece um circo a funcionar "around the clock"
Efectivamente este caso das swaps é uma verdadeira aberração e desalinhavo político que eu não percebo porque se criou.
1º a Ministra que se meteu na alhada,a meu ver, sem razão para o fazer e metendo os pés pelas mãos e embrulhando-se mais no novelo de lã, à medida que este ia sendo desenrolado.
Depois, o Secretário de Estado que não sabia o que vendia, tampouco se lembrava a quem vendeu, para no fim - leia-se, após mostra de documentos - enviar uma carta a uma estação de televisão, informando que efectivamente esteve reunido com o Sócrates.
Não obstante, esta carta enviada à estação de televisão pelo Secretário de Estado visado, o Ministério das Finanças, resolveu fazer um comunicado informando que houve manipulação do documento original para que o nome de Pais Jorge surgisse no documento.
Criou-se um imbróglio tão grande que só restava mesmo a demissão.
A demissão em directo é quase que anedótica!!

Mas a minha pergunta neste assunto é .... porquê?? porque é que arranjaram uma trapalhada tão grande de um problema criado pelo governo de José Sócrates?!
Reagiram tarde? Sim!
Mas poupavam-se a tanto circo se dissessem que andaram a estudar o caso para agirem da forma mais adequada!!

Não posso deixar de dar-lhe os parabéns pela (bem escrita e estruturada) crónica que tive o prazer de ler! Estamos mesmo numa silly season carregada de silly persons !

Comentar post








comentários recentes

  • Herói do Mar

    Estamos tramados com a geringonça do derrotado cos...

  • João Gil

    O lançamento de mísseis pela Coreia do Norte e o d...

  • Anónimo

    Luís Leitão gostei do teu comentário.O Trump seja ...

  • Anónimo

    Em defesa de Trump, esta situação é incrivelmente ...

  • João Braga

    Cada pais tem a sua cultura e a sua forma de viver...

  • singularis alentejanus

    Tão ladrão é o que vai ás uvas, como o que fica à ...

  • João Gil

    Só falta afirmar que a culpa do regime da Coreia d...

  • Anónimo

    caso não saiba, as eleições para a constituinte fo...

  • s o s

    carissimo, sendo que nao divaga, antes se restring...

  • Alfredo

    Pois,E só de pensar que temos em Portugal um parti...