Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A Europa derrotada.

Domingo, 27.03.16

Nesta crónica, Alberto Gonçalves está cheio de razão. Neste momento, trava-se uma guerra contra a Europa e a Europa já a perdeu. O Estado Islâmico pode estar a recuar na Síria, devido ao apoio de Putin a Assad, mas mantém a Europa refém de qualquer atentado, como se viu em Paris e em Bruxelas. E os cidadãos europeus mostram-se incapazes de qualquer resistência. Mesmo uma simples marcha contra o medo em Bruxelas é proibida pelas autoridades do país, para convencer os cidadãos que devem ter é medo e esconder-se em casa. Um simples jogo de futebol, que deveria ter lugar em Bruxelas, é transferido para Leiria, talvez o sítio mais seguro que se conseguiu encontrar no continente europeu.

 

Mas perante esta captura da mais elementar liberdade dos cidadãos europeus, a resposta a que todos assistimos no espaço público é a um discurso desculpabilizador dos atentados e quase sempre culpabilizador do Ocidente. George W. Bush, o petróleo e o capitalismo são os grandes responsáveis pelo surgimento destes terroristas, que de outra forma andariam por aí a cantar loas à harmonia universal. Mas é curioso que, quando se vê os comunicados desta gente, os referenciais são muito mais antigos: há um sonho de restauração do califado e um ódio às cruzadas, que ocorreram há mil anos. Na verdade o seu objectivo é apenas fazer a Europa recuar mais de mil anos. E neste enquadramento, a resposta a que se assiste no espaço público faz lembrar as discussões bizantinas sobre o sexo dos anjos, enquanto Constantinopla era invadida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 19:34


1 comentário

De Gil Teixeira a 30.03.2016 às 16:11

As causas (possíveis) do terrorismo

Talvez não se possa dizer que a Europa foi derrotada porque, em rigor, a Europa política é uma ficção sem pernas para andar, e não existe, nem poderá existir, e nenhum país europeu declarou guerra a ninguém, excepto uns alvos terroristas que pelos vistos se escondem dos satélites.

Culpados do terrorismo?

Penso que a quadrilha que aterrou na Terceira, onde se integrava o cobói Bush filho, e mais três, têm as maiores culpas no cartório.

O petróleo, enquanto não for substituído por água, será sempre o fruto maldito.

Em vez de capitalismo, que já morreu há muito, “a (grande) finança” gere o mundo e as guerras.

O armamento também tem a sua quota gorda nas causas do terrorismo.

Depois disso vem a história, e nela cabem as cruzadas, as inquisições, as evangelizações, os guetos, os ódios raciais, o fanatismo, com a bênção de todos os textos escritos tidos como “sagrados” que suportam as religiões, tudo conjugado é uma espécie de substracto da “ideologia” do terrorismo, e convém não desmerecer essa ideologia por mais aberrante que seja.

Há 70 anos milhões e milhões de avôs e pais dos alemães a coberto do Hitler espalharam o terror por todo o mundo…

GT

Comentar post








comentários recentes

  • Anónimo

    caso não saiba, as eleições para a constituinte fo...

  • s o s

    carissimo, sendo que nao divaga, antes se restring...

  • Alfredo

    Pois,E só de pensar que temos em Portugal um parti...

  • Vasco

    São votos de mão no ar e por unanimidade à boa man...

  • Francisco Ribeiro

    Como rebate as posições contrárias da PGR e do Pro...

  • cheia

    Que adianta a quantidade?? 64 não chegam?? Mesmo q...

  • ANTONIO SILVA

    TEM TODA A RAZÃO! MAIS VALE TARDE DO QUE NUNCA! OS...

  • alfredo

    Caro Sr. Henrique Neto, Sou uns poucos anos mais n...

  • Francisco F.Martins

    Realmente este sr.Henrique Neto tem cara de quem e...

  • Etan Cohen

    Este senhor que, dizem, quando era novo andava de ...