Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



E depois da Crimeia?

Domingo, 16.03.14

 

Seguramente que, no final do dia de hoje, Putin dirá que a Crimeia já cá canta e agora seguir-se-á o resto, ou seja, o leste da Ucrânia, a Transnístria, e se calhar até territórios dos estados bálticos que lhe permitam o acesso terrestre a Kaliningrad, a antiga Königsberg. Já alguém disse que o mal da Europa era ter demasiada história para tão pouca geografia. Eu digo que neste momento o mal da Europa é ter-se transformado numa plutocracia, em que os mercados são reis e senhores e os governos estão nas mãos do poder financeiro. Foi por isso que a resposta pífia da Europa ao avanço russo passou apenas por ameaçar a Rússia com sanções económicas. Putin ri-se das sanções económicas. Não só é a maior parte da Europa que está dependente do gás russo como, ao contrário do que sucede no ocidente, Putin não se deixa influenciar pelo poder financeiro. Pelo contrário, os milionários russos sabem que só serão milionários enquanto Putin quiser. Basta ele não querer para que surja qualquer acusação criminal que lhes tirará a fortuna toda, se não forem mesmo atirados para a prisão. É por isso que a Europa nada pode contra Putin. Quanto aos Estados Unidos, desde a presidência de Obama que voltaram a um cíclico isolacionismo, o qual já pagaram muito caro em ocasiões anteriores. Já a ONU, será naturalmente paralisada pelo veto russo. Putin tem assim o caminho livre para reconstituir o império russo. Resta saber se será o único. Depois da vitória russa, será que a China não encarará isto como um precedente que lhe permita avançar também para Taiwan? Quando se começa a ceder, nunca se sabe onde as cedências param.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 12:44


2 comentários

De Gil Teixeira a 18.03.2014 às 10:59

Putin facturou com a guerra fria, e agora com a quente. Acreditamos que o Papa Francisco, mais dia menos noite tenha de preparar um novo tratado de Tordesilhas, falado em russo e inglês.

Enquanto isso não for feito andamos todos a falar chinamarquês.

Também se poderá dizer que Karol Voytila e a irmã Lúcia falharam nas suas visões em relação ao perigo vermelho vindo do Oriente. Afinal o papão do comunismo vermelho era apenas um papão...

De Fernando a 21.03.2014 às 08:30

Se uns querem ser da UE e outros da Rússia, porque motivo só metade teriam razão? A Crimea sempre foi da União Soviética, não entendo tanto barulho e falta de vontade em compreender as diferenças .

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Visitas

free hit counter




comentários recentes

  • Anónimo

    Aconselha-se vivamente aos dois lados em conflito ...

  • Anónimo

    Como " less is more " : " ... o conflito catalão...

  • pvnam

    É A LIBERDADE QUE ESTÁ EM CAUSA: é preciso dizer n...

  • Herói do Mar

    Estamos tramados com a geringonça do derrotado cos...

  • João Gil

    O lançamento de mísseis pela Coreia do Norte e o d...

  • Anónimo

    Luís Leitão gostei do teu comentário.O Trump seja ...

  • Anónimo

    Em defesa de Trump, esta situação é incrivelmente ...

  • João Braga

    Cada pais tem a sua cultura e a sua forma de viver...

  • singularis alentejanus

    Tão ladrão é o que vai ás uvas, como o que fica à ...

  • João Gil

    Só falta afirmar que a culpa do regime da Coreia d...