Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Em Portugal a culpa morre sempre solteira.

Segunda-feira, 19.06.17

Se há alguma coisa que caracteriza Portugal é o facto de neste país a culpa morrer sempre solteira. Não é por isso de estranhar que, perante a tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente diga que se fez "o máximo que se poderia ter feito" e que "não era possível fazer mais". Em Portugal nunca é possível fazer nada para prevenir tragédias e por isso não vale a pena procurar responsáveis. Se uma ponte cair em Portugal, matando 59 pessoas, a culpa nunca é de quem tirou abusivamente areia do rio junto à ponte, de quem não vigiou o estado da ponte, ou de quem não ordenou a sua reparação, apesar de ter sido avisado para o efeito. Não! A culpa é de o leito do rio estar demasiado baixo e de ter ocorrido uma cheia grande.

 

Da mesma forma, se um incêndio em Pedrógão Grande matar 62 pessoas, sendo que algumas delas morreram presas numa estrada, a culpa não é de quem não tomou providências perante o alastrar da tragédia, designadamente cortando a estrada. Não, a culpa é do raio que destruiu a árvore seca, causando o incêndio. Que em pleno séc. XXI, com os meios de vigilância por satélite que existem, um raio seja susceptível de causar tantos danos, é algo que não impressiona. As tragédias são sempre inevitáveis, e só nos resta aguardar que não venha outra ainda pior.

 

É por isso que ao contrário do Rui Rocha, eu só posso aplaudir as declarações de Marcelo Rebelo de Sousa. Afinal de contas, há que salvaguardar a estabilidade política a todo o custo. Não nos devemos esquecer de que há 16 anos houve um Ministro que, perante a tragédia de Entre-os-Rios, teve o acto impensado de se demitir. Felizmente que desta vez estamos livres de que aconteça algo semelhante. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 08:15


4 comentários

De Anónimo a 19.06.2017 às 16:56

O ministro da Agricultura já Foi Ministro da Mesma pasta o que ainda está a Fazer no Cargo????

De SerranoOnline a 19.06.2017 às 19:29

Começo por aplaudir o post que considero ser dos melhores que li até agora acerca do assunto.
Parabéns portanto!
O que me "enjoa", deixando-me algo agoniado, são as tiradas soltas, anónimas, e acéfalas, que nada acrescentam ao assunto, e devem deixar o autor do post algo frustrado, por atrair este tipo de comentários.

De Herói do Mar a 19.06.2017 às 17:51

João Ferreira Dias escreveu: "Porque o anterior Primeiro-Ministro, é bom recordar, retirou os incêndios dos crimes prioritários de investigação, retirando-lhe qualquer legitimidade para se embandeirar por feitos governativos cujos efeitos são vividos na atual magistratura. Um tonto."
O JFD, meu caro Luís, já sabe quem é o culpado do incêndio: é o Passos Coelho.
O JFD é um bronco. Diz que é escritor...
Escreve à moda do AO e dá erros.
É um cepo.

De ANTONIO a 19.06.2017 às 20:32

E DIGO SO NESTAS ALTURAS APARECE OS ESPERTOS A FAZER COMENTARIOS
MAS NAO SABE
NADA

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Visitas

free hit counter




comentários recentes

  • Anónimo

    Nem o partido do Valls o quis! E assim que o que r...

  • Anónimo

    Os ultra-nacionalistas espanhóis vão a Barcelona a...

  • Anónimo

    Quando a Espanha anexou Portugal em 1580 também o ...

  • Anónimo

    A UE apoiou o Kosovo quando o Kosovo desrespeitou ...

  • Anónimo

    o anonimo so demostra que nao evoluiu como as pess...

  • Anónimo

    Tudo o que o Governo de Madrid fez até agora está ...

  • Anónimo

    Realmente é uma vergonha que a UE não ajude a Cata...

  • Rodericum

    É incrível que isto se passe em pleno século XXI, ...

  • Anónimo

    Se gostas tanto da Hungria, emigra para lá! Mas ol...

  • Jorge

    Boa noite a tod@s.Fiquei estupefacto com este arti...