Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Regresso ao disparate.

Quinta-feira, 16.04.15

Tudo estava a correr bem para a maioria, graças aos enormes dislates de António Costa, o maior dos quais foi lançar Sampaio da Nóvoa para Belém. O problema é que o governo tem uma tendência irreprimível para a asneira, pelo que não hesitou em voltar a falar de reduções na TSU para as empresas e em cortes nos salários e pensões às pessoas a poucos meses do acto eleitoral. Como não se ganha eleições a prometer o inferno aos eleitores, não se vê que discurso eleitoral vai agora a maioria adoptar. Especialmente quando se sabe que o Tribunal Constitucional já vetou — ainda que tardiamente — a continuação dos cortes. Se toda a oposição não agarrar isto com as duas mãos é porque anda a dormir. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 21:10


1 comentário

De Anónimo a 17.04.2015 às 15:48

o teddy é burro alem de ofender os coelhos...

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Visitas

free hit counter




comentários recentes

  • João Marcelino

    Hoje também se pode ler aqui no sapo um comentário...

  • Anónimo

    Correcto e o mesmo se passa com a venda directa do...

  • Anónimo

    A sua mãe também alega querer a independência. Vam...

  • Anónimo

    ...oh pá e o menino jesus não entra?

  • Anónimo

    Parece que a TABARNIA também quer a independência....

  • Anónimo

    Se estão, não deviam. Foi graças à Catalunha que P...

  • vitor neves

    ...os portugueses estão-se a marimbar para o Rajoy...

  • Anónimo

    Os independentistas ganharam. Está na altura de en...

  • vitor neves

    ...meu caro anónimo:Chamar-me "espanholista" sem s...

  • Anónimo

    A "fantochada" em que a Guarda Civil agrediu 900 e...




subscrever feeds