Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Vitória de Seguro por K.O.

Terça-feira, 09.09.14

 

 

Com grande surpresa minha, António José Seguro esmagou completamente António Costa. Não apenas pôs a nu todas as suas contradições passadas como também demonstrou que ele não tem qualquer solução concreta para a actual crise no país. António Costa limita-se a papaguear que tem uma agenda para a década, mas não é sequer capaz de responder qual a política fiscal que defende, o que é confrangedor num candidato a primeiro-ministro. Pelo contrário, António José Seguro entrou a matar, acusando o seu adversário de traição, e mostrou-se muito mais bem preparado em todas as questões, encostando sempre o seu adversário às cordas. Acho que os debates não vão alterar a tendência existente a favor de Costa, mas é evidente que Seguro vai vender cara a derrota. Mas, ao contrário do que se pensava, o PSD até pode ficar com a vida mais facilitada com António Costa na liderança do PS do que com António José Seguro. Na verdade, se António Costa é esmagado desta forma por António José Seguro, imagine-se se o seu interlocutor no debate fosse Passos Coelho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 21:44


2 comentários

De Leonor a 09.09.2014 às 22:13

A última frase revela a atribuição de créditos que Passos Coelho não tem, nem merece. Pelo contrário, fartou-se de prometer aquilo que depois não cumpriu. Daí que AC é muito mais coerente com a postura de um político coerente e responsável - o que ficou demonstrado no debate - do que PC e AJS.
Qualquer pessoa que tenha experiência governativa (seja de uma câmara, de um organismo, etc) sabe, de antemão, que há coisas que não podem ser prometidas antecipadamente pela simples razão de que há sempre, para quem está na oposição, imponderáveis. Ou seja, por mais competente que o líder da oposição seja, por mais estudo que dedique aos dossiers, nunca tem os dados todos e nunca está devidamente na posse de todas as informações que lhes permita fazer futurologia.
E é precisamente isso que abomino nos políticos. Enquanto na oposição, prometem tudo e mais alguma coisa. Uma vez no governo, esquecem-se do que prometeram ou, então, lá vêm com as falsas desculpas do costume.
Ora, considere muito mais honrada e correcta a atitude de prudência, do que as promessas da banha da cobra.
Uma coisa ficámos a saber: AJS, se for eleito primeiro ministro, não aumenta impostos ou demitir-se-á!!! Há declaração mais demagógica do que esta? Alguém acredita que se tiver de aumentar impostos, não o fará e apresenta a demissão? Entendo o desespero! E a necessidade de pôr a fasquia a esse nível.

De Francisco Castelo Branco a 10.09.2014 às 14:17

Costa confirmou que não passa de um mito.

Comentar post








comentários recentes

  • Anónimo

    caso não saiba, as eleições para a constituinte fo...

  • s o s

    carissimo, sendo que nao divaga, antes se restring...

  • Alfredo

    Pois,E só de pensar que temos em Portugal um parti...

  • Vasco

    São votos de mão no ar e por unanimidade à boa man...

  • Francisco Ribeiro

    Como rebate as posições contrárias da PGR e do Pro...

  • cheia

    Que adianta a quantidade?? 64 não chegam?? Mesmo q...

  • ANTONIO SILVA

    TEM TODA A RAZÃO! MAIS VALE TARDE DO QUE NUNCA! OS...

  • alfredo

    Caro Sr. Henrique Neto, Sou uns poucos anos mais n...

  • Francisco F.Martins

    Realmente este sr.Henrique Neto tem cara de quem e...

  • Etan Cohen

    Este senhor que, dizem, quando era novo andava de ...