Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


O novo líder do PP espanhol.

Sábado, 21.07.18

el-pp-pablo-casado-450x253-1.jpg

Pablo Casado, o homem que durante a crise catalã insinuou que Puigdemont poderia acabar por ser fuzilado, como Companys o foi em 1940, acaba de ser eleito presidente do PP. É manifesto que de Espanha não sopram bons ventos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 16:45

A vitória de Puigdemont.

Quinta-feira, 19.07.18

image.jpg

Mais uma vez Puigdemont consegue uma vitória estrondosa sobre a justiça espanhola, que decidiu retirar o mandato de captura internacional depois de nunhum país ter aceitado perseguir o líder catalão por delito de rebelião. Há muito tempo que se sabe que um Estado democrático não pode perseguir pessoas por delitos políticos, sendo isso o que significava esta perseguição aos independentistas. Aliás muitos continuam presos sem culpa formada apenas por motivo das suas convicções política, e até já lhes foi retirado pelos tribunais o mandato que o povo lhes conferiu. O debate político não se faz nos tribunais e as ideias políticas combatem-se com outras ideias políticas. Neste âmbito Pedro Sánchez foi inteligente ao propor um novo estatuto para a Catalunha, que pudesse ser referendado pelo povo catalão, o que congelaria as pretensões independentistas por muitos anos. Os tribunais espanhóis é que parece que não desistem do seu intuito de entrar no jogo político, activando e desactivando mandados de captura internacionais consoante lhes convém politicamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 14:55

Certezas.

Sexta-feira, 13.07.18

Quem ouve no Parlamento os discursos do PCP e do BE e os ataques sucessivos ao PS não tem dúvidas nenhumas de que a maioria parlamentar da geringonça está forte e estável. Da mesma forma que ninguém duvida que o que Jean-Claude Juncker ontem teve foi um forte ataque de ciática.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 11:57

Trump e a Europa.

Quinta-feira, 12.07.18

img_817x460$2018_06_27_20_43_04_334085.jpg

Marcelo foi para a Casa Branca falar de vinho e futebol e Costa agora afirma que não se ganha nada em confrontar Trump. Os estados europeus não cumpriram a exigência de Trump de passarem a gastar 3% do PIB em defesa e agora pelos vistos vão dizer que sim a uma subida para 4%. Se bem estou a perceber, a estratégia da Europa para lidar com Trump é aceitar tudo o que ele propõe e depois não fazer absolutamente nada. A sério, estão convencidos de que um homem de negócios americano, que chegou a Presidente dos Estados Unidos, se deixa enganar assim? A continuarmos nisto, a NATO já era.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 07:42

A luta de Pedro Sánchez contra o Vale dos Caídos.

Segunda-feira, 09.07.18

img_797x448$2016_05_09_17_39_34_166789.jpg

Visitei o Vale dos Caídos na minha adolescência. Guardo a recordação de um lugar impressionante, onde a memória da guerra civil se encontra sempre presente, com os túmulos de Franco e Primo de Rivera lado a lado. Franco, mesmo depois de décadas a governar Espanha, quis ser enterrado no Vale dos Caídos, querendo que a posteridade o recordasse apenas como o vencedor da guerra civil espanhola. Parece que quando morreu propuseram um brinde a Felipe González, que respondeu não ter qualquer prazer em festejar a morte de um único espanhol. Mas Pedro Sánchez, o imitador de Costa, é pequeno de mais para gestos destes. Como se não lhe bastassem os conflitos da Espanha actual, acha que deve é bater em mortos e ajustar contas com o passado. D. Quixote e a sua luta contra os moinhos de vento continua a representar bem o espírito espanhol. Pelo menos dos socialistas lá do burgo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 19:26

Croácia-Rússia.

Domingo, 08.07.18

5b41134bfc7e931e048b4602.jpg

O que mais me divertiu no jogo de ontem foi assistir à troca de cumprimentos entre a presidente croata e o primeiro-ministro russo.

Dhh1pV9WAAAD5GV.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 08:49

Bye Bye Brasil.

Sábado, 07.07.18

Bye Bye Brasil. Foi uma pena, uma vez que depois da desilusão do Mundial passado, esperava ter visto este ano um Brasil na sua melhor forma. Mas há que reconhecer que não foi o caso. O futebol praticado não foi convicente e a equipa parecia apostar toda na fama de Neymar, a meu ver totalmente injustificada. Aliás, não percebo como é que o PSG pagou 200 milhões por um jogador cuja maior especialidade são as simulações e as fitas em campo. Perante um adversário temível, como a Bélgica já tinha demonstrado que seria, depois da reviravolta no jogo com o Japão, o Brasil não soube jogar com o dinamismo e a concentração adequadas. Bastou um autogolo inicial e a equipa já não foi capaz de dar a volta ao resultado. Esperemos que no Qatar as coisas fiquem melhores, mas para isso é manifesto que a equipa tem que ser outra. É preciso uma revolução total na selecção brasileira, a começar já.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 10:07

A proposta do PAN.

Sexta-feira, 06.07.18

57147903_0.jpg

Eu odeio touradas e até apreciaria que o país não as tivesse. Dito isto, acho que foi uma total loucura o projecto do PAN para as proibir, e que o BE, PEV e alguns deputados do PS votaram favoravelmente. Parece que não se lembram do que foi Barrancos e de como o Estado se viu forçado a recuar numa proibição legal centenária que a vila nunca aceitou aplicar. Queriam estes deputados de uma assentada criar 300 Barrancos em Portugal, contribuindo para o descrédito ainda maior do Estado, ou até provocar no séc. XXI um movimento semelhante à Maria da Fonte? A irresponsabilidade desta gente é confrangedora. Conheçam primeiro o país em que vivem antes de proporem leis irrealistas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 17:43

Salvar o planeta (2).

Sexta-feira, 06.07.18

1249344-1.jpg

A explicação para esta notícia deve ser muito simples. Resulta seguramente da tabela de preços do Senhor Obama: 1) Fazer uma conferência sobre ambiente: 500.000; 2) Responder a perguntas dos jornalistas: 500.000; 3) Partilhar o palco com políticos: 500.000; 4) Ficar a dormir na cidade: 500.000. Total: Dois milhões. Como só lhe pagaram a primeira tranche, só têm direito a 1) e o senhor Obama dá a conferência e vai a seguir imediatamente dormir a Madrid. Só uma perguntinha: quem é que vai pagar por este enorme contributo para a salvação do planeta?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 07:04

A queda de uma Angela.

Terça-feira, 03.07.18

Unknown-1.jpeg

Quando escrevi uma crónica para o i que saiu hoje sobre este assunto, estava longe de imaginar que o resultado final de toda esta deriva na Europa sobre a questão das migrações seria uma derrota colossal de Angela Merkel às mãos do seu Ministro do Interior Horst Seehofer, líder da CSU. Desde Setembro de 2015 que Seehofer tem vindo a criticar a decisão de Merkel de abandonar unilateramente a regra de Dublin — que obriga os processos de asilo a serem tratados pelo país a que os refugiados chegam em primeiro lugar — em ordem a permitir o acolhimento desses refugiados pela Alemanha. Trata-se de uma decisão humanitária, mas com custos políticos sérios, uma vez que grande parte do povo alemão não a compreendia, tendo sido esse o principal factor que levou ao crescimento eleitoral da AfD. Merkel não se preocupou com esse crescimento, a partir do momento em que conseguiu reeditar a grande coligação com o SPD. Mas Seehofer vai ter eleições na Baviera no Outono e a AfD poderia ameaçar seriamente a sua CSU, se esta não tomasse uma posição firme na questão dos refugiados. Seehofer ameaçou com a sua demissão do governo, que poderia destruir a coligação, e agora ganhou em toda a linha. Merkel viu-se obrigada a abandonar a sua política de abertura aos refugiados e concordou inclusivamente com a criação de "centros de trânsito" para recambiar os refugiados de volta ao país da Europa onde entraram em primeiro lugar.

 

Fez-se uma cimeira europeia sobre a questão das migrações, com decisões patéticas, como "centros de acolhimento" na costa africana, que obviamente já foram rejeitados por todos os países africanos da zona. Mas pelos vistos essa cimeira europeia, destinada a ir em socorro de Merkel, não impediu que a mesma fosse politicamente trucidada por Seehofer. Merkel pode continuar como chanceler, mas é manifesto que já não dá as cartas na política alemã. Hoje assistiu-se à queda de uma Angela.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 17:55





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031




comentários recentes

  • Anónimo

    Pelo menos ainda nenhum deles rompeu o acordo irre...

  • Anónimo

    Ascendência...

  • Ray Sousa

    Trump nunca sabe o que diz e muda de ideia 10 veze...

  • Anónimo

    Subscrevo. A NATO é uma organização criminosa que ...

  • Nuno

    Tomara mesmo que acabem duma vez. A NATO não serve...

  • Makiavel

    Já o vi a escrever melhor.Está a precisar de féria...

  • Anónimo

    Estefânia Clitoris, isto é, "Daniels foi detida po...

  • Anónimo

    "A continuarmos nisto, a NATO já era." Tomara que ...

  • Anónimo

    Irrealista é haver uma minoria, o lobby das tourad...

  • Anónimo

    Vou meter aqui o link que outra pessoa meteu relat...




subscrever feeds