Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O atentado de Liége.

Quarta-feira, 14.12.11

 

Estive em Liége na semana passada no âmbito de uma reunião internacional. Fiquei absolutamente deslumbrado com essa cidade magnífica. Foi durante séculos um principado governado por um bispo, o qual fazia parte do Sacro Império Romano Germânico. Após a revolução francesa foi ocupado pelos franceses, tendo depois integrado o Estado belga aquando da sua fundação. Mas a cidade, apesar de francófona, tem traços tipicamente alemães, como a existência de mercados de Natal que levam a população a encher as ruas.

 

Liége está presentemente a organizar com imenso entusiasmo a sua candidatura à Expo 2017. Assisti a uma apresentação dessa candidatura, onde o exemplo do sucesso de Lisboa em 1998 era constantemente referido. Lembro-me de na altura ter pensado na euforia que se viveu em Portugal nesse ano, a contrastar com a desesperada situação actual.

 

Depois de regressar tomei notícia de mais este brutal atentado praticado na linda Praça de Saint-Lambert, precisamente no coração de uma cidade tão pacífica e acolhedora. Depois de Oslo, é agora Liége que é alvo de um ataque de um fanático qualquer. É inacreditável que indíviduos isolados consigam em plena luz do dia praticar crimes desta violência no centro das cidades com recurso a armas deste calibre. Isto só demonstra que na Europa actual a segurança dos cidadãos não está adequadamente defendida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 12:00





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Dezembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031




comentários recentes

  • Manuel Nunes Francisco

    Então estamos à vontade, podendo avançar com o san...

  • Anónimo

    Olivença é a menor das preocupações no Estado Espa...

  • Anónimo

    Concordo na íntegra e dizendo mais, na minha modes...

  • Anónimo

    Caro anónimo espanhol,Não sei se esteve atento nas...

  • Anónimo

    Caro anónimo Vasconcelos,O uso da Grândola deveu-s...

  • Alda Fernandes

    Oh! sr. anónimo espanhol? (será?)Quem diria que af...

  • Teresa

    Cuando afirmo a que "arriscam-se a apalhaçar a mes...

  • Anónimo

    Es facil tener una opinion viendo los toros desde ...

  • Teresa

    (anterior comentário seguiu sem identificação)Gent...

  • Anónimo

    Gente peculiar nuestros hermanos Grândola Vila Mor...