Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A não recondução da Procuradora-Geral da República.

Terça-feira, 09.01.18

Não se pense que foi uma trapalhada este anúncio da Ministra da Justiça de não recondução de Joana Marques Vidal como Procuradora-Geral da República, com posterior desmentido por António Costa, a dizer que a decisão ainda não estava tomada. O que houve foi um ensaio para testar antecipadamente a reacção pública à substituição da PGR, seguida provisoriamente de uma retirada estratégica, quando se viu qual era essa reacção. António Costa não é Santana Lopes e nunca correrá com a PGR de forma precipitada e com estrondo, como Santana Lopes fez com Marcelo Rebelo de Sousa. Irá preparando calmamente o terreno para o efeito, com sucessivos avanços e recuos, até chegar à machadada final. Não foi Lenine que disse que às vezes é preciso dar um passo atrás para dar dois passos em frente?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 17:42





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031




comentários recentes

  • Anónimo

    Pelo menos ainda nenhum deles rompeu o acordo irre...

  • Anónimo

    Ascendência...

  • Ray Sousa

    Trump nunca sabe o que diz e muda de ideia 10 veze...

  • Anónimo

    Subscrevo. A NATO é uma organização criminosa que ...

  • Nuno

    Tomara mesmo que acabem duma vez. A NATO não serve...

  • Makiavel

    Já o vi a escrever melhor.Está a precisar de féria...

  • Anónimo

    Estefânia Clitoris, isto é, "Daniels foi detida po...

  • Anónimo

    "A continuarmos nisto, a NATO já era." Tomara que ...

  • Anónimo

    Irrealista é haver uma minoria, o lobby das tourad...

  • Anónimo

    Vou meter aqui o link que outra pessoa meteu relat...