Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A viragem grega.

Quarta-feira, 28.01.15

Contrariando as perspectivas optimistas de rendição de Tsipras às posições de Merkel, os primeiros sinais que vêm da Grécia são muito elucidativos. Primeiro, o facto de o primeiro acto de Tsipras ter sido homenagear os gregos vítimas do nazismo, numa clara mensagem para Merkel que se prepara para levantar a questão das indemnizações não cobradas à Alemanha após a guerra. Logo de seguida Tsipras tem uma reunião com o embaixador russo, e nesse mesmo dia a Grécia bloqueia uma declaração conjunta dos países da União Europeia sobre a Rússia. Tsipras mostra assim urbi et orbi que o seu coração pende muito mais para Moscovo do que para Berlim. Tal pode significar uma alteração do posicionamento geo-estratégico da Grécia, um país da Nato com uma posição fulcral no Mediterrãneo Oriental, e que pode agora assumir-se como o cavalo de Tróia de Putin dentro da União Europeia.

 

No plano económico as primeiras medidas de Tsipras assemelham-se às do PREC: fim das privatizações, electricidade gratuita para 300.000 gregos e salário mínimo nos 751 euros. Os danos que isto vai causar na competitividade da economia grega são evidentes. Mas não me parece que isso preocupe os actuais governantes gregos. No Portugal de 1974 também o salário mínimo foi colocado em valores tão elevados que em termos reais nunca mais foram atingidos, o que, juntamente com as intervenções nas empresas, arrasou completamente a economia. Mas isso não fez perder um segundo de sono aos homens sem sono e muito menos a Vasco Gonçalves. Os dirigentes comunistas não se costumam preocupar com a saúde da economia capitalista e muito menos com os mercados, que já fizeram os juros gregos disparar e a bolsa cair a pique. Recorde-se que Mao-Tsé-Tung dizia: "Está um caos total debaixo dos céus. A situação é excelente".

 

O que me aborrece é que tudo isto era previsível e poderia ter sido evitado se não fosse a incompetência total na gestão da crise europeia por parte de Merkel e Barroso, naturalmente apoiados por Passos Coelho que acha tudo isto um conto de crianças. Mas os contos de crianças também ensinam algumas coisas: uma delas é que os génios podem ser perigosos quando são libertados da garrafa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 17:02


5 comentários

De SantosDaCasa a 28.01.2015 às 18:14

Comentar, para quê? Para lhe completar o artigo; perdão, o esboço de artigo?

De Helena a 28.01.2015 às 19:49

Os únicos culpados são os Gregos.
Quando descobriram que as contas foram falsificadas, deviam ter actuado a esse respeito,
mas não o fizeram, mas prenderam um jornalista que denunciou com provas.
A dívida que os Gregos tinham antes da ajuda europeia teve perdões e grande parte está distribuída nos bancos centrais dos vários países europeus. O valor que foi emprestado
por todos os países da união, QUE É PARA PAGAR" que tem sido o que tem pago os salários, e demais despesas, tem um período de 30 anos juros de 1% em que este juro é para abater dívida, por isso custo zero, para a Grécia mas com custos para todos os outros.
Será culpa dos outros europeus se cederem chantagens do governo grego, e passamos a ajudas directas à população.
E a solidariedade não é só para os Gregos, já estão a faltar com solidariedade com os Ucranianos.

De A José a 29.01.2015 às 00:58

Aventuras não, obrigado!
Cada povo elege e tem os políticos que entendem... Os esquerdistas portugueses já cantam vitória, mas até às eleições em Portugal muita coisa terá de ser esclarecida na Grécia. Não desejo para Portugal uma situação semelhante à grega, com principais bancos do país perderam cerca de um quarto do seu valor, a falta de liquidez está eminente. Na passada semana os gregos levantaram cerca de 14 mil milhões de euros...Não tarda muito e começarão a comer a areia da praia!

É bom sabermo-nos que a corrente parte sempre pelo elo mais fraco.

De J.S.M.suave e nas tintas a 29.01.2015 às 02:35

O que é mais interessante verificar no seu comentário é a dificuldade quase patológica que demonstra em aderir á realidade. Todas as medidas apresentadas por este governo grego lhe parecem insensatas e estapafúrdias - são uma cabal chantagem a uma Europa que lhes deu guarida desde 1974, sem que alguma vez a merecessem - mas, ainda assim, não deixa de mostrar simpatia por eles, indo ao ponto de invocar as atrocidades nazis para a justificar, como se esta Alemanha fosse a mesma e não tivesse direito à redenção e merecesse estar sujeita ad eternum a esta chantagem. É algo do estilo: sou conhecedor dum crime cometido por ti. Já cumpriste a tua pena, mas perdeste para sempre a tua dignidade e serás para todo o sempre chantageado para me sustentares.
Isto não é ideologia, nem moral, nem religião , nem filosofia; é apenas PULHICE E MUITO MAU GOSTO!

De Makiavel a 29.01.2015 às 10:18

A sua análise, associando e comparando as medidas do actual governo grego com as medidas tomadas pelo governo saído do golpe militar de 25 de Abril que devolveu a democracia a Portugal, tecendo considerações sobre as motivações (ou a falta delas) da esquerda acerca do regime capitalista, demonstra um completo anacronismo na sua base.
O mundo mudou.
A questão está agora nestes termos: a Grécia já manifestou a vontade de, nestes termos e condições, não querer continuar na zona Euro. Resta saber se a UE está interessada em deixar sair a Grécia. Qual dos dois é mais infantil: a Grécia por querer sair ou a UE por a deixar sair?
Quanto às extrapolações para a realidade portuguesa, elas são por demais inadequadas.

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031




comentários recentes

  • maria

    Gostei muito do seu blog obrigado

  • João Marcelino

    Numa competição, ha sempre quem seja tentado a jog...

  • Anónimo

    Um post informativo e honesto, desde a primeira pa...

  • Anónimo

    Contráriamente a Portugal e outros países coloniza...

  • Joao Miguel Guterres

    A vacina russa pode ter algum êxito, mas vai permi...

  • Anónimo

    Se me permite, a história verdadeira do 23 de Feve...

  • Nino Alves

    Juan Carlos é a prova, provada, que a idade não tr...

  • João Gil

    Infelizmente. Um país fantástico, com um povo aces...

  • cris

    Bole posts meus parabéns. ;) Carimbó da Sorte (htt...

  • Anónimo

    Dias antes de ele falecer, faleceu uma amiga que a...