Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


As razões da crise na Catalunha.

Quarta-feira, 23.10.19

Bom artigo este, que explica muito bem as razões da crise na Catalunha e desmente totalmente a versão oficial do Estado espanhol, que tanta gente em Portugal quer seguir acriticamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 08:15

Crisis? What crisis?

Terça-feira, 25.06.19

MINISTRA-JUSTIÇA-EM-SOURE-CJM_fb.jpg

No Inverno de 1978-79, no que ficou conhecido como O Inverno do Descontentamento, o Primeiro-Ministro inglês James Callaghan viu-se confrontado com uma onda de greves no país. Questionado pelo jornal The Sun sobre o que pensava do crescente caos provocado por essas greves limitou-se a responder que essa era uma opinião paroquial do jornalista, já que as outras pessoas no mundo não partilhariam essa visão de que existia um crescente caos no país. O jornal limitou-se a colocar essa resposta na primeira página com o título "Crisis? What crisis?". O resultado foi o descrédito total do governo trabalhista e uma derrota colossal nas eleições subsequentes, que ditaram a ascensão de Margaret Thatcher a Primeira-Ministra.

A Ministra da Justiça Portuguesa vai mais longe do que o próprio James Callaghan, chegando ao ponto de dizer que “contrariamente ao que parece transparecer no quotidiano”, a Justiça portuguesa funciona melhor do que alguma vez funcionou. Apesar das custas judiciais altíssimas, dos constantes atrasos na justiça, das remunerações dos advogados por actualizar desde 2004, e das sucessivas greves no sector, a Justiça portuguesa vai de vento em popa, havendo apenas um erro de percepção sobre o que transparece para o comum dos mortais. A Ministra da Justiça é discípula do Professor Pangloss: "tudo vai bem no melhor dos mundos".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 15:51

O estado do PSD.

Sexta-feira, 29.09.17

Cavaco Silva, quando derrubou o governo do Bloco Central, disse que um governo onde os ministros discutem a remodelação na rua já não é um governo. A crise do PSD é de tal ordem que candidatos atacam candidatos da sua própria lista e depois são atacados por outros militantes, tudo isto nas vésperas de uma eleição. Alguém de bom senso acha que o PSD pode continuar nesta deriva?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 18:49

Inevitável

Quinta-feira, 27.10.11

O Chanceler alemão Otto von Bismarck dizia que a política é a arte do possível (Politik ist die Kunst des Möglichen). Os nossos governantes resolveram, porém, adoptar uma nova  versão: a de que a política é a arte do inevitável. Efectivamente, a única coisa que o Primeiro-Ministro diz é que as medidas são inevitáveis e que não se pode tomar outras. Isto independentemente da injustiça brutal que as caracteriza e que toda a gente reconhece e até mesmo da sua total inconstitucionalidade. Por outro lado os outros órgãos de soberania aceitam a inevitabilidade e deixam o Governo prosseguir alegremente neste caminho, parecendo às vezes que vive noutro mundo, como sucedeu quando Vítor Gaspar afirmou que os sacrifícios do orçamento vão atingir toda a sociedade portuguesa por forma igual. O triste espectáculo que tem sido dado pelos nossos políticos aos cidadãos atingiu o absurdo na reunião do Conselho de Estado, que conseguiu estar reunido seis horas para emitir um comunicado que não diz absolutamente nada.

 

Portugal vai continuar assim tristemente por este caminho, que o Primeiro-Ministro já assumiu que visava o empobrecimento colectivo, e que o mesmo era necessário. Enquanto Deng Xiao-Ping sustentava que enriquecer é glorioso, Passos Coelho entende que a verdadeira glória está no empobrecimento. Assim sendo, já vejo que o resultado inevitável destas medidas não é que Portugal se transforme na Grécia. É que se transforme na Coreia do Norte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 08:23





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Fevereiro 2024

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829




comentários recentes

  • O apartidário

    A Madeira é que tem as bananas mas é mais aqui no ...

  • Ssoares Carvalho

    Boa tarde Sr. BernardoLi o seu comentário que apre...

  • Antonio

    Bom dia Li o seu texto e lamentávelmente tudo o qu...

  • Ricardo

    O salto em frente foi dado em 2015(não falando ago...

  • José Gonçalves

    Isto é assunto sério, mas não resisto... "A socied...

  • Bernardino Silva

    De facto não temos ninguém para nos governar, porq...

  • Celestino Alves

    Vergonha estes políticos São todos ladrões roubam ...

  • Jorge Peixoto

    Quando os grandes grupos economicos, descobriram q...

  • Anónimo

    É muito engraçado ver toda esta histeria contra o ...

  • Manuel

    A tal bomba atómica prometida rebentou finalmente....




subscrever feeds