Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


A agenda do PAN.

Quinta-feira, 26.10.17

A moção de censura teve o resultado que se esperava com toda a esquerda a votar contra, mostrando assim que está unida no apoio ao PS, o que foi um bom momento clarificador da situação política. Mas não deixa de ser muito curioso que entre toda a esquerda se tenha incluído o PAN. Na verdade, perante uma tragédia que destruiu tantos animais e tantas florestas, o denominado partido Pessoas - Animais - Natureza mostra que só quer saber de apoiar (algumas) pessoas — os membros do governo — estando-se nas tintas para os animais e para a natureza.

 

Isto demonstra bem quão enganosos são estes partidos, proclamando seguir uma agenda em que toda a gente se revê, como é o caso do apoio aos animais e à natureza, para depois, uma vez no parlamento, defenderem posições ideológicas que não tiveram a coragem de expor aos eleitores. Já foi assim com o Partido Ecologista Os Verdes, habitualmente designados como as melancias, já que são verdes por fora e vermelhos por dentro. Como alguém disse uma vez, não passam de uma secção do PCP que se pintou de verde. O PAN é igualmente apenas um deputado do PS, que conseguiu ser eleito por um partido que apelou aos votos dos defensores dos animais e da natureza. Mas a sua defesa dos animais e da natureza resume-se a querer obrigar os clientes dos restaurantes a comer com animais ao lado ou a proibir touradas na televisão. Já quanto a responsabilizar o governo pela enorme tragédia ecológica deste Verão, o PAN declara expressamente que nada tem a censurar, revelando assim qual é a sua verdadeira natureza. Chassez le naturel, il revient au gallop.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 07:01

O voto do PAN.

Terça-feira, 10.11.15

Se há coisa que não consigo perceber, é porque é que António Costa, no seu afã de arranjar acordos com todos os partidos à esquerda, incluindo com o PEV, não fez acordo com o PAN. Só precisava de mais um acto de assinatura à hora do almoço, que não deveria custar muito e tinha assegurado mais um ingrediente imprescindível para esta salada russa que apresentou aos portugueses. 

 

Quando eu ouvi, em pleno debate da moção de rejeição, o rapaz a questionar Passos Coelho sobre os transgénicos e os espectáculos tauromáticos, para depois votar a rejeição do governo, fiquei convencido de que estamos perante um autêntico génio político. E especialmente com a declaração de que não votou contra um governo de direita, mas contra um programa contrário aos princípios do seu partido. De facto, hoje o que se viu em São Bento foi uma verdadeira pega de caras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 20:06





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Fevereiro 2019

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728




comentários recentes

  • Anónimo

    Mesmo com o PSOE no governo o estado espanhol cont...

  • Anónimo

    Antes isso do que o que se tem passado na TVI, com...

  • Anónimo

    "O Sátiro" MENTE. Não há quaisquer provas de que i...

  • Anónimo

    E aqui temos "O sátiro", membro honorário da escum...

  • O sátiro

    Depende do que são votos válidos. Houve milhões de...

  • Joao Miguel Guterres

    Talvez não seja verdade. A mim parece que, depois ...

  • O sátiro

    Depois da queda de Merkel. .e do imbróglio que se ...

  • Anónimo

    Nunca percebi a obsessão da direita radical por Ro...

  • Anónimo

    A verdade é que Hillary Clinton teve três milhões ...

  • Anónimo

    É preciso ser-se muito acéfalo para achar que Bols...


Posts mais comentados



subscrever feeds