Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Marxismo, tendência Groucho.

Sexta-feira, 06.09.19

Groucho Marx disse uma vez que se recusava a ingressar em qualquer clube que o aceitasse como membro. António Capucho pelos vistos tem a perspectiva inversa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 08:06

Dois coelhos com uma só cajadada.

Domingo, 05.05.19

cristas_vs_rio41451d30_base.jpg

Parece que os líderes da oposição andam a fazer concorrência a ver quem é que recua mais depressa perante os ultimatos de António Costa. O resultado da sua vergonhosa jogada política vai ser gabar-se de ter apanhado dois coelhos apenas com uma só cajadada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 11:24

Os zigue-zagues do PSD.

Domingo, 05.05.19

Se o anúncio da demissão de António Costa foi uma jogada política vergonhosa, estes zigue-zagues do maior partido da oposição também não lhe ficam nada bem. E como é que se compreende que o líder do partido diga que não conhece um texto com esta importância? Não o pode receber por e-mail e ver no telemóvel? Será que os deputados do PSD andam em roda livre no parlamento e não prestam contas ao líder?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 11:07

Acefalia parlamentar.

Sexta-feira, 23.11.18

Parece que em relação à taxa Robles numa reunião do grupo parlamentar do PSD, com a excepção de um deputado que se pronunciou a favor da medida, todos os restantes se pronunciaram contra. Mas "ainda assim a proposta será mantida". Eu chamo a isto acefalia parlamentar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 06:46

Delírio político.

Quarta-feira, 21.11.18

A actual direcção do PSD vive no delírio político absoluto. PSD e BE, a mesma luta. Camaradas e camarados, lutemos unidos, que é nossa a vitória final. Vão ver o resultado disto nas próximas eleições.

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Luís Menezes Leitão às 08:46

A taxa Robles do PSD.

Domingo, 18.11.18

41242831_265644517404305_167312287828263379_n-1.jp

Em 1984 Mondale concorreu contra Reagan que se recandidatava à presidência dos Estados Unidos. Anunciou na sua campanha um futuro aumento de impostos. Teve a maior derrota de sempre alguma vez obtida por um candidato presidencial na América, com apenas 13 votos no colégio eleitoral, contra os 525 de Reagan. O PSD actual parece que quer repetir essa estratégia, aumentando os impostos a partir da oposição, com a agravante de pretender concorrer com o Bloco de Esquerda propondo igualmente uma taxa Robles. Devem achar que isto é politicamente um tiro muito certeiro, embora eu não perceba a que segmento do seu eleitorado se estão a dirigir. Por isso o que me parece é que andam a jogar à roleta russa com uma metralhadora pesada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 08:29

A estratégia do PSD.

Domingo, 16.09.18

Primeiro eram "fake news", depois foi alguém que deu com a língua nos dentes. Mas isso é acessório perante o principal. O principal é a Direcção achar que é normalíssimo o PSD andar de mão dada com o Bloco, avalizando uma proposta deste completamente absurda e que tinha sido arrasada por todos os outros partidos. Para logo a seguir assistir-se a ser a proposta do PSD a ser arrasada por todos os outros partidos, incluindo o próprio Bloco, que pelos vistos nem foi capaz de lhe agradecer o favor… Pode a Direcção achar que pôr o PSD a fazer um discurso ideológico de extrema esquerda contra os especuladores e o grande capital é uma jogada política genial. Eu digo que isto é jogar à roleta russa com uma metralhadora pesada. Vamos ver quem tem razão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 07:06

Os novos inadiáveis.

Quinta-feira, 21.06.18

logo-2.png

Recordo-me que nos finais de 1977 havia um grupo no PSD, chamado de opções inadiáveis, que a única coisa que pretendia era transformar o PSD numa muleta do PS. Quando ganharam um congresso, Sá Carneiro foi imediatamente para casa. Quando regressou, os inadiáveis não aceitaram a derrota e o PSD sofreu uma cisão, com o abandono de 37 deputados, a que Sá Carneiro prontamente respondeu com a formação da AD e a primeira maioria absoluta do centro-direita em Portugal. Agora voltamos a ter por aí inadiáveis a querer servir de muleta ao PS. Será este o actual projecto político do PSD? Se for, não vai longe.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 11:22

O novo PSD.

Terça-feira, 19.06.18
Resultado de imagem para Rui Rio António Costa

 

Este novo PSD "colaborante" e "acutilante", que apresenta propostas que servem o país, mesmo no caso de perder as eleições, pode ser muito simpático, mas está condenado à derrota. Rio não segue Passos Coelho, mas imita-o na atitude do "que se lixem as eleições". Não deu bom resultado na altura e não vai dar agora.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 15:25

O título do ano.

Sábado, 17.03.18

capa_jornal_sol_17_03_2018.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Luís Menezes Leitão às 09:24





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2019

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031




comentários recentes

  • Anónimo

    Com ele vivi os momentos mais belos da democracia,...

  • Anónimo

    Muito bom e foi importante referir a sua atitude, ...

  • Anónimo

    Os grandes homens fazem os pequenos parecer ainda ...

  • Filomena Lemos Veloso

    Excelente

  • Anónimo

    Já reservar umas tantas vagas para estrangeiros qu...

  • Anónimo

    MRS é constitucionalista, professor catedrático. T...

  • Sarin

    Há uns meses largos, talvez anos, não percebia mui...

  • Anónimo

    "quando existe um ataque desta ordem por parte de ...

  • João Marcelino

    Depois do que aconteceu na Nova Zelândia, era de e...

  • Manuel da Rocha

    Quando o parlamento vota propostas que se contrapõ...




subscrever feeds